segunda-feira, 2 de setembro de 2013

POEMA Nº 081 - NO VAZIO DOS DIAS

Nas manhãs, quando acordo
o tempo parece não existir
As horas são insignificantes
e nada há a fazer
pois vivo a esperar
o acontecer!
As tardes que passo
no espaço vazio
com olhar absorto, perdido
em busca das respostas
que não querem chegar
O que posso fazer,
a não ser esperar
o acontecer!
As noites apenas prolongam
a angústia da espera
aumentando a tortura
do vazio em que estou...
Jogando meus sonhos por terra
esvaziando o meu sentido de viver!
E no vazio dos dias sigo
a espera do, enfim, acontecer!
Eu me recuso
MORRER!


Autoria: Lavínia Andrill
Imagem:Internet
Arquivo: Fantasia 27

Um comentário:

  1. São nestes dias vazios que as palavras dançam em nossas cabeças... daí, obras de arte acontecem! Belo e enigmático, a espera do acontecer... O QUÊ???

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para mim! Obrigada por comentar!