sexta-feira, 23 de agosto de 2013

POEMA Nº 075 - MULHER DE CANÇÕES E VERSOS

Mulher de canções e versos.
Mulher para quem a vida se torna maior
Se vivida liricamente,
Num alumbramento
de belas canções de paixão e amor.
Nelas, perde-se, encontra-se.
No encanto das palavras que abortam
O verso absoluto e a rima rara.
Mulher dominada pelas emoções da poesia
Que se escondem no mais recôndito da alma
E explodem através dos poros.
Mulher que despreza a razão em assuntos do coração.
Sonhadora romântica com ânsias de liberdade.
A melancolia dos amores proibidos, amores distantes,
Amores impossíveis de ser... Pura sedução!
Sentimentos da alma e clamores da carne
Na pura entrega de si mesma
Buscando nas palavras,
O êxtase dos prazeres desmedidos,
Dos amantes irracionais e destemidos
Numa sinfonia de vozes
No infinito dos êxtases incontidos...
Sem receitas, Sem crenças, Sem regras,
Sem certo,  Sem errado... Sem culpas.
Apenas na dimensão do amar sem limites,
Do dar-se sem medidas e do receber sem frescura.
Na loucura da entrega
Numa simbiose de sentimentos,
Em busca do prazer infinito!
 Unicidade! Mulher.
Absoluta no seu jeito de amar!





Autoria: Lavínia Andrill
Imagem: Internet

Um comentário:

  1. Lavínia, você é uma poetisa que escreve com um sentimentalismo único. Tenho vindo sempre aqui no seu blog, mas depois de ler este poema "Mulher de Canções e Versos" não poderia deixar de postar um comentário. Perdoe-me o atrevimento,mas seus poemas são muito intensos... será que a poetisa também o é?????

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para mim! Obrigada por comentar!