segunda-feira, 19 de agosto de 2013

POEMA Nº 066 - VEZO? VÍCIO!

Se a espera é cruel e dilacera
Se a angústia tortura e queima
E o desejo grita em mim,
Que fazer?
- Que fazer se não tenho teus olhos? 
Que fazer se o vazio veio com a noite fria
E esta chuva a confundir-me
Com teus passos na calçada?
Por que não tenho o teu retorno
Teus lábios murmurando: "Cheguei"?
Como arrancar do peito
Esta saudade, esta dor, este sofrer?
Vem!
Meu mundo é feio desde que o abandonaste
Não!
Não penses que eu me acostumei
A ausência do teu corpo
A ausência da tua voz
A ausência do teu cheiro!
Vem,
Quero novamente sentir
A energia nas pontas dos teus dedos
A luz dilatando-te as pupilas
O mistério do teu fascínio
- Teu amor arisco!
Vem,
Tu me acostumaste
A não viver sem ti!


Autoria: Lavinia Andrill
Imagem:Internet
Arquivo: MULHER 65

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim! Obrigada por comentar!