sexta-feira, 16 de agosto de 2013

POEMA Nº 059 - MULHER SENSUAL E FELINA, FILHA DE LILITH

A essência do ser mítico feminino
Transborda em Lilith
Senhora da lua e dos seus quereres 
E transcende os sentidos
Despertando a sensual felina 
Em toda mulher...
Por que os hormônios afloram quando a lua se faz cheia...
Mulher ousada, mulher desperta de recônditos desejos
Da sua alma, imortal e tão carnal,
Alma lasciva...
Loba em seus instintos selvagens, espreita , espera...
Quer a sua presa...
E saciar-se, plena, absoluta!
Ganas da essência feminina!
Lilith, mãe de todas nós
Deusa... Fada... Ninfa... Sereia... Cigana
Prenha de sedução e mistérios
Serpente ou anjo?
Não importa!
Simplesmente Mulher!
 Fêmea e bela!
Herança de Lilith!



Autoria: Lavínia Andrill
Imagem: Internet
Arquivo: Mulher 027

4 comentários:

  1. gostei, belo poema com palavras que denotam a realidade feminina.

    ResponderExcluir
  2. A dualidade da alma feminina: anjo ou demônio? Uma ou outra, ou ambas... todas indispensáveis na essência do que é ser MULHER!

    BELO POEMA, LAVÍNIA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo Luís, é a dualidade feminina que compõe a essência do ser "mulher"!E, assim sendo, amada e, as vezes, odiada por vocês, homens! Mas, sempre indispensável, não é mesmo?

      Obrigada por teres vindo!

      Excluir

Seu comentário é muito importante para mim! Obrigada por comentar!