quarta-feira, 24 de julho de 2013

POEMA Nº 025 - DOMADOR



OH! VINDE A MIM, PRENDA MINHA!
AQUI, ENCONTRARÁS TEU DESCANSO...
SE VIERES CANSADO, 
ENCONTRARÁS REPOUSO EM MEU REGAÇO...
E SE VIERES DISPOSTO, 
TE OFEREÇO MEUS PRADOS
E LOUCO, GALOPARÁS NAS ESTRADAS DO MEU CORPO...
MEU CORPO É UMA FLORESTA DE ENCANTOS E ARMADILHAS...
SONHARÁS COM MEU FRESCOR
E ARDIRÁS NA CHAMA DA MINHA CRATERA ARDENTE,
PRENHA DE DESEJOS.
SUGARÁS EM CADA FLOR O MEU NÉCTAR
E ELE TE RENOVARÁ A VIDA!
VAGARÁS SEM ERMO POR MEUS PEQUENOS MONTES
E ALUCINADO DE PAIXÃO
EMBRENHA-TE-Á NO SEIO DA MINHA FLORESTA
E TE PERDERÁS DE AMOR...
VINDE A MIM. MAS VINDE DISPOSTO.
TRAZEI O VIGOR DAS TUAS CARNES
E QUE OS TEUS FORTES BRAÇOS
ME ACORRENTEM E ME DOMEM
COMO SE EU FOSSE UM CAVALO BRAVIO
DERRUBADO,
VENCIDO,
ENTREGUE
AO MEU DOMADOR!



Autoria: Lavínia Andrill
Imagens: Internet
Arquivo: Sub 16

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim! Obrigada por comentar!