domingo, 23 de outubro de 2016

POEMA 264 - GUERREIRA!

Esta magia em me reinventar
de recolher as cinzas e me transmudar
em dúctil matéria...
De onde vem?

Esta teimosia
que trago em meus olhos
(sempre buscando novos caminhos)
os quais percorro, um a um,
incontinenti...
De onde vem?

Esta vontade tirânica
que domina o meu ser
e me empurra adiante
sem jamais admitir as derrotas
(pequenas batalhas a vencer)...
De onde vem?

Este embalar, incansável, de sonhos
(nunca, quimeras...)
que tanto encantam minha alma
tornando-me sempre mais forte
a cada levantar de uma queda
(não me faz recuar... apenas ir
- se, à frente é que se anda)...
De onde vem?

VEM
da argila rara
com a qual foram feitas
as destemidas guerreiras.
Incansáveis. Insaciáveis... tão contumazes!
Jamais vencidas!


Autora: Lavínia Andrill
Imagem: Internet

Um comentário:

  1. ganhe dinheiro no marketing de rede www.youtube.com/watch?v=hINx2mkiLh0

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para mim! Obrigada por comentar!